Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

Viajar, viajar, viajar. Só para provar que o mundo é pequeno.

Crónica de 29 / 12 / 2014

Lembro-me deste dia como se fosse hoje, apesar de na altura ter 5 anos.

O meu avô tinha, na altura, dupla nacionalidade, luso e brasileira, e passava parte do ano no Brasil.

A minha mãe era muito nova, tinha nesta altura 22 anos, e a minha avó achou que me devia levar com eles, para que a minha mãe tivesse algum espaço para refazer a sua vida.

Mas eu era extremamente apegada à minha mãe. Do género de chorar se acordava e ela não estava.

Não me lembro de tudo. Não me lembro como chegámos ao aeroporto.

Mas lembro-me de estar no aeroporto e a minha avó me dizer: “vem só se quiseres, se não quiseres podes ficar com a tua mãe.”

Naquele momento correu muita coisa na minha cabeça mas uma é aquela que nunca mais me esqueci: “Se não for, fico no que já conheço. Se for, fico a ganhar algo novo”.

Nunca mais deixei de ir, de viajar, de agarrar todas as oportunidades.

Porque ao contrário do que se diz, não acredito que viajar nos mostre que o mundo é grande. Acredito que nos mostre que ele é pequeno.

São pequenas as coisas que nos preocupam normalmente. É pequeno o grupo de amigos e pessoas que conhecemos diariamente. É pequena a diversidade de árvores e pássaros que conhecemos. É incompleto o conceito que temos de pobreza. E de riqueza. É limitada ideia que temos de diversidade cultural. Não é bem calor aquilo a que chamamos calor. É pequeno o nosso mundo. A não ser que viajemos.

Só quando viajamos percebemos que o nosso mundo diário é pequeno. Porque há outro mundo bem maior lá fora.

E não consigo descrever a alegria que sinto de começar a mostrar à Clara o quanto o mundo é pequeno. Para que o mundo dela se torne cada vez maior.

Viajar. Porque o mundo é pequeno.

Mais Crónicas:

-->