Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

Fui roubada! Burlada, desculpem.

Crónica de 15 / 01 / 2015

Fui burlada. Roubada. Fui totó e fui roubada. Mas que raio de mundo é este onde devemos desconfiar antes de confiar???

Vendi um computador no OLX. Afinal, já não sou empresária, não preciso de 2 computadores. E o dinheiro dava-me jeito que isto de viver de misericórdia não sabe a lagosta. 
Eis se não quando um cab*# qualquer, FDP, e outros tantos nomes que digo apenas aqui e a estas horas da noite, me troca o computador por um cheque roubado e sem cobertura. Fui totó, claro. Mas que mundo é este??? Não me canso eu de perguntar.
Não é só seres enganada. Ficares sem computador e sem o dinheiro. É naquele exacto momento saberes que há algo que, como mãe, tens de passar à tua filha: a informação que este mundo não é seguro. As pessoas não são de confiança. 
E isso é triste. Muito triste mesmo saber que um dia tens de dizer à tua bebé que o mundo não é tão cor-de-rosa como ela o conhece. Nem sequer é cor-de-rosa de todo às vezes
Mas há algo que ninguém me tira: o optimismo. E há algo que me permite pintar o mundo da Clara de cor-de-rosa: a amizade. 
Porque enquanto eu tecia raios e coriscos sobre o idiota larápio que só tem inteligência para ser ladrão, rapidamente algumas amigas se prontificaram a me ajudar. A ir à esquadra. A procurar na net como posso fazer queixa a partir de Moçambique. 
O energúmeno do ladrão pode ter um computador e uns trocos no bolso. Mas eu tenho boas amigas. E essas duram e valem muito mais que o dinheiro. 
E um pincel largo para pintar o mundo da minha filha de pinceladas de cor-de-rosa. 

Mais Crónicas:

-->