Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Na próxima vida não tenho filhos

Crónica de 29 / 04 / 2015

Vão achar que estou a exagerar. Mas não estou.

Na próxima vida não vou ter filhos. Não é “não quero ter”, porque já sei que vou querer, mas não vou ter. Não vou ter esta angústia permanente no peito por amar alguém demasiado. Não vou ter esta preocupação, que não me larga, que não me deixa dormir profundamente como quando não os tinha.

Não sirvo para encarar a realidade que não os posso proteger de tudo, que nem sempre as coisas vão estar bem. Não sirvo sequer para as pequenas merdas, as febres normais, uma discussão com um amigo. Basta-me um “estou mal disposto” para sentir o coração na boca. Não sirvo para isto.

É excessivo. É demasiado. E ainda tenho que estar sempre estável e forte, como se quer de qualquer mãe. Tenho que mostrar segurança e estar serena, com um sorriso de apoio, enquanto eles conhecem o mundo. Quando caem de tromba ao chão, quando andam à tareia, quando viajam ou saem à noite.

Não! Na próxima vida não tenho filhos: saio à noite, discuto eu com as minhas amigas, caio e levanto-me, mas não ando sempre com o coração na boca. Não sirvo para amar tanto. Não sirvo mesmo. Isto acreditando que existo porque, na próxima vida, a minha mãe pode pensar como eu.

Crónica de Catarina Beato, Dias de Uma Princesa

Mais Crónicas:

-->