Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

#babyaboard: viajar na TAP PORTUGAL e os nossos bebés

Crónica de 15 / 05 / 2015 in #babyaboard

Viajo de avião desde que tenho 5 anos (ou seja, há mais de 30 anos…) e houve alturas da minha vida de emigrante, que viajava mensalmente.

Confesso que sempre gostei da TAP, era como se já tivesse chegado a casa antes de chegar.

A simpatia não era a melhor, há uns anos atrás, mas isso mudou, a comida sempre foi melhor que de outras companhias aéreas e, como já disse, acabava por sentir um cheiro a casa.

Depois de ser mãe as viagens ganham outro sabor: sabor a stress para começar :p

Já fiz várias viagens com a Clara, em várias linhas aéreas e tenho de admitir: cada vez gosto mais da TAP!

Escrevo este artigo como mãe, como portuguesa e como mãe portuguesa. Por ordem: viajar com um bebé na TAP é óptimo. A TAP é portuguesa, logo nossa, logo devemos tratá-la como tal. Como um filho, que independentemente de se portar mal ou não, continuamos a gostar. Excepto que não tenho queixas: tem-se portado sempre bem comigo!

Deixem que vos diga porquê mais detalhadamente:

– o aeroporto da Portela, como mais nenhum que tenha visto, tem uma área de embarque só para crianças (não têm para check-in mas depois de ler isto pode ser que venha a ter :))

– às mães com bebés é automaticamente designado um assento com berço

– se quiser mudar de lugar, dentro do avião, a tripulação faz de tudo para que tenha mais espaço


– tem varios programas de entretenimento para crianças na TV

– tem um kit de brinquedos que é absolutamente fantástico

– apesar de não darem refeições para os bebés, têm alguns boiões que comida para bebé que podem oferecer enquanto aquecem a nossa comida

Esta é a minha experiência. E já viajei com a Clara na TAP várias vezes.

E quis deixá-la escrita porque acho que, tal como a um filho, podemos apontar os erros mas não prejudicamos.

Eu vou continuar a viajar com a minha filha na TAP. Porque tem sido o de ela viaja melhor.

Obrigada TAP!

Mais Crónicas:

-->