Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

One Pot Pasta Pastrícia

Crónica de 08 / 07 / 2015

Como já mencionei, fiz um convite à Leonor da Cadeira da Papa para partilhar uma receita especial para as Crónicas da Maternidade.

Mas o que podemos fazer? Falávamos nós. Para mim há algumas particularidades importantes:

  1. Eu não gosto muuuuuito de cozinhar. Gostava mais antigamente, quando abria uma garrafa de vinho só para a cozinheira e improvisava o resto. Por isso, se esta receita desse uma carrada de trabalho eu desistia antes da cebola, provavelmente.

  2. Nao gostando muito de cozinhar, sou exigente na comida da minha filha: tudo biológico, não há fritos nem açúcares. E não bebo vinho para cozinhar para ela, pelo sim, pelo não.

  3. Não gostando de cozinhar, adoro comer.

  4. Não sabendo cozinhar, a minha filha adora comer.

  5. Apesar de estar em casa, não gosto de passar horas na cozinha. Minutos está bom :)

  6. Agora a sério, gostava que fosse uma receita simples, porque há muitas ma~es que trabalham, logo tinha de ser rápida de fazer, mas gastronómicamente relevante pata o que deve ser a alimentação de uma criança.

Avançamos então com uma “one pot pasta” que eu já tinha tentado de outra receita no blog e, apesar de não me ter corrido bem, não tem bem como falhar então decidi tentar de novo! :p Esta primeira receita é importante porque, como eu e a Leonor só trocamos ingredientes, quando me atirei para a cozinha sozinha tive de improvisar 1) quantidades, 2) ordem dos ingredientes, 3) corte ideal.

A receita que apresento aqui chama-se One Pot Pasta Pastrícia. Podem encontrar a mesma no blog da Leonor.

  1. Lembrava-me que se começava por por a massa no fundo. Foi o que fiz e tentei tirar uma foto enquadrada.

one pot pasta crónicas one pot pasta crónicas

  1. Lembrei-me que da última vez que tentei fazer este prato, tinha ficado tudo um bocado aguado. Tirei a massa. Meti a cebola. Voltei a meter a massa. Tentei tirar fotos enquadradas. Espera, olhando para elas, devo-me ter esquecido disso…

one pot pasta crónicas one pot pasta crónicas

  1. Fui adicionando os restantes legumes. Ah, espera, no prato da Leonor eles ficavam todos a dividir o fundo da panela, já me lixei porque escolhi uma panela pequena… Vou amontoá-los mas com jeitinho. Na minha cabeça as fotos estavam enquadradas.

one pot pasta crónicasone pot pasta crónicas

  1. Bem se tenho de os amontoar, deixa-me corta-los todos muito pequeninos. Do que me lembro, isto deve ajudar a ganharem sabor…

one pot pasta crónicas one pot pasta crónicas

  1. Decidi misturar tudo, porque se a panela é pequena assim fica já tudo mais homogêneo. Então mas não tinha, no inicio, tirado a massa para por a cebola para que esta ficasse por baixo e desse mais sabor? Tinha pois… Também já me tinha esquecido disso quando cheguei a esta fase.

one pot pasta crónicas

  1. Deixei as coisas na panela. Vim para a sala. Comecei a escrever esta crónica. MERDA!!!! OH PÁ OUTRA VEZ????? ……  è que o lume até se apaga sozinho mas convém ver se não queimei a panela. Outra vez…

7…. (isto sou eu na cozinha a ver o que se passa)

  1. O aspecto não é mau. Apesar de estar sobre-cozida… Ainda bem que já misturei tudo porque se o tivesse de fazer agora, virava puré.

one pot pasta crónicas

  1. Bem vamos lá ver se a miúda gosta assim tanto de comer…

FullSizeRender

  1. Já diz o ditado: quem sai aos seus não degenera. Cada um tem aquilo que merece. Filho de peixe sabe nadar :)

FullSizeRender_1

Mais Crónicas:

-->