Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

Actividades, QI, e auto-satisfação parental

Crónica de 26 / 08 / 2015

Hoje eu e a Clara fomos a uma aula de música para crianças.

Há muito tempo que não fazia nenhuma actividade.

Mas no inicio… oh! No inicio eu fui a todas! A minha filha havia de saber nadar e fazer mortais encarpados antes do primeiro aniversário! Pronto só não nos vestimos a condizer com golas bordadas porque a isso eu não acho piada nenhuma! (mas vi umas quantas crianças neste “estado”…)

Natação. Ginástica. Pintura. Concertos. Como dizem os “amaricanos”: you name it!

Pobre da miúda. Só não foi para a NASA porque não encontrei nenhuma oferta de actividade.

Pobre porquê? Porque ela, na altura um texugo bebé, só queria mesmo era colo! Colo o dia todo seria perfeito!

E, apesar de ter abandonado as actividades todas, hoje, com 19 meses, anda, corre, sobe e desce sofás, fala, “lê” livros e, recentemente, começou a cantar os parabéns a você! :)

Conclusão: que nós pais queiramos que os filhos sejam inteligentes, eu percebo. Que nós pais, na ressaca de programas sociais de adultos, vibremos mais com os programas de bebés que eles, eu também percebo. Agora, vestir um bebé à Napoleão, enviá-lo para uma sala “ver” cenas (pois, quando são pequenos é só o que fazem para desespero de alguns pais nesta fase, eu inclusive!) e esperar que ele/a se revele logo um Einstein, isso meus amigos, isso já deve permitir ter acesso a medicação. Ou pelo menos a uma sessão mais interessante de psicoterapia (mais não seja para o psicólogo…)

Mais Crónicas:

-->