Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Eu, mãe pecadora, me confesso.

Crónica de 25 / 01 / 2016

Sou uma rapariga sem qualquer receio de assumir os meus erros. Ficam por isso aqui alguns que sei que, enquanto mãe, cometo:

  1. Passo mais tempo a olhar para o telemóvel do que gostava.
    1. Há momentos que tenho saudades da liberdade que tinha antes de ser mãe.
    2. Há momentos que gostava de desaparecer 30 minutos.
    3. Ligo mais vezes a TV do que aquilo que gostava só porque assim ela se distrai sozinha.
    4. Às vezes deixo-a comer coisas que preferia que não comesse só porque é mais fácil do que me chatear com isso.
    5. Às vezes gostava de estar sozinha.
    6. Alguns abraços que lhe dou, são porque preciso e não porque ela pede.
    7. Secretamente, gosto que me devolvam feedback de que sou boa mãe.
    8. Há alturas que penso se virá a ser bonita, inteligente ou magra.
    9. Há dias que gostava que ela não crescesse, para ser só minha para sempre.
    10. Às vezes quando ela não adormece, apetece-me deixa-la ali sozinha até que adormeça.

Quem nunca pecou que atire a primeira pedra. Mas que atire uma pequena. Não vá ela fazer ricochete e levar com um calhau nos cornos.

Mais Crónicas:

-->