Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

E tu? Ganhas mais ou menos que eu?

Crónica de 29 / 01 / 2016

Há pessoas com salários mais altos. Outras com salários mais baixos.

Sendo esta diferença mais relevante para quem ganha menos, o que, para mim, ressalta, de facto, à vista, é que ganhar mais não é valer mais. Nem merecer mais. Pelo contrário, muitas das pessoas que ganham menos têm um valor intrínseco muito superior.

Isto é triste. Mas é assim. Nem sempre, é verdade. Mas as vezes suficientes para valer a pensa escrever sobre isto.

Com os blogs é igual. Quem tem blogs/segue blogs/faz a gestão de blogs, está sempre preocupado com as métricas. Quantos visitantes? Quantos likes? Qual o alcance?

E, tal como com o reconhecimento e o salário, há alturas na vida – de uma blogger leia-se agora – que isso nos preocupa. Até porque queremos ser reconhecidas. E, vai-se a ver, até pagas nem que seja uns tostões por fazer aquilo que gostamos.

Acontece que, quase toda a gente que tem um blog já se apercebeu que não viverá dele. Ele não pagará as suas contas. E não lhe porá comida na mesa.

E então tem de se voltar atrás e pensar: e os likes? Como consigo mais likes? Quero tantos likes como a outra! Eu confesso que já me preocupei (já tinha comentado não já?).

Houve vezes que escrevi coisas mais fofas do que a fofice que me define. Outras que tive likes por coisas que nem expressão tinham (imagens, leia-se). Outras que tive pouco alcance em textos que me deram enorme gozo a escrever.

Ora se o blog não me paga as contas, e quem gosta de mim, gosta porque sabe que eu sou uma focinha híbrida: umas vezes mais fofa que outras, sinto que este blog irá sofrer alterações. Para ser mais a minha cara.

Não sei quando nem como. Mas sei que sermos fieis a nós próprios é mais importante que ter uns likes.

E porque se escrevemos, devemos fazê-lo porque nós gostamos e não porque os outros gostam. E não é nos likes que está esse feedback, é no numero de pessoas que DE FACTO se sentem em casa aqui.

Até já para os fofos que ficam, adeus para os fofos que vão :)

Mais Crónicas:

-->