Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

DIA 3 de Treino para a Meia Maratona de Lisboa

Crónica de 17 / 02 / 2016

E, passada uma semana, ainda continuo a treinar aqui:)

Um Personal Trainer é como um restaurante: sabe muito bem mas sai muito caro.

Portanto na prática, a grande parte das pessoas treina sem um PT.

Tenho pena que os ginásios não os incluam nos serviços básicos pois são eles que asseguram a motivação, a postura certa e evitam erros que possam levar a lesões.

Adiante.

É raro (não impossível, claro, mas raro) uma mãe que fique em casa ir ao ginásio. Porque depois de fazeres o almoço, fazeres e estenderes 2 máquinas de roupa, arrumares 30 bonecos, 10 vezes cada um, lavares o chão, aspirares 480 mil migalhas, não queres ir para um ginásio começar porra nenhuma.

Estes são alguns dos obstáculos que tenho encontrado: 1) chego já cansada, 2) e não consigo fazer todos exercícios porque não tenho tempo visto que tenho de regressar à base e fazer o “quemer” da minha pequena criatura.

Mas o que está por trás de tudo isto é algo que me dei conta logo no dia 1 de uma grande máxima: estou muito em baixo de forma. Viver num terceiro andar sem elevador. Carregar uma filha de 16 Kg ao colo. Espirrar, lavar, esfregar não são desporto. São actividades. Mas não desporto :) Mas há que manter a mente nos objectivos e lembrar de uma coisa: o desporto permite que as atividades de casa nos cansem menos. Por estarmos mais em forma física.

E o desporto é algo que merece muito respeito: praticar bem desporto exige concentração e dedicação. E esforço, muito esforço! (às vezes, principalmente esforço da força de vontade…)

A boa noticia é que, ao contrário de uma pessoa que tenha mais tempo, uma mãe também não está muito preocupada com o look. E portanto, se ganharem coragem e começarem a treinar vão reconhecer outras mães pelo look: cores que não combinam e roupa com buracos. Acreditam que vão notar!

Bom, não pareço muito motivada não é? Mas a verdade é que poder levar a minha filha comigo e poder deixa-la a brincar com outras crianças e ter uma ou outra palavra de motivação do staff me vão encorajando a continuar.

E – tirando o facto que claudiquei hoje – já ia em … 2 dias sem comer pão! (eish só os contei agora!!!! se calhar não devia partilhar… que miséria!!! É bom, é bom para me lembrar que isto custa!!! :)

Ajudem-me a manter-me motivada que, como vêm, isto não é fácil :)

FullSizeRender_1

FullSizeRender

Mais Crónicas:

-->