Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Ser mãe é uma pele que vestimos ou que nos veste a nós?

Crónica de 31 / 03 / 2016

Estava ontem à conversa com uma amiga que me ia dizendo que tenho de trabalhar.

A novidade não é de gritar Eureka… Eu sei que esta versão de mãe doméstica (ou que raio de nome se dá à mãe que fica em casa) tem os dias contados porque mesmo passando, cozinhando, e limpando, financeiramente é impossível sobreviver assim.

E, sim, quer dizer, “eu tenho um currículo! Já trabalhei em muito sitio! Já fiz muita coisa!” Lá me ia lembrando ela…

E pelo meio eu meti 3 ou 4… ou 5 ou 6 vezes a piada da roupa que agora passo a ferro.

E ela dizia: “então caramba mas estás sempre a passar a ferro ou quê?! Que horror, já viste do que te livras quando começares a trabalhar?!”

“Pois é…” Dizia eu. E depois falava dos bolos que faço. Do açúcar que não ponho por causa da Clara. Das farinhas que experimento para encontrar soluções saudáveis para ela. E, novamente, das roupas da Clara que passo a ferro.

E ela olhava-me com aquele ar que quem não percebia porque eu repetia tantas vezes os bolos e o passar a ferro.

É que às vezes ser mãe é uma pele que nos vestem. “Ah é mãe, coitadinha, agora passa a ferro e cozinha, Ca nojo!” Não meus senhores, não tenho tanto cargo de Dra no CV para isto e nem foi para isto que tirei um mestrado!

Mas a razão porque eu repeti tantas vezes a piada foi para eu própria ter a certeza do que estava a sentir: e o que eu estava a sentir é que a pele de mãe foi algo que acabei por vestir. E gostar! Quer dizer, o que gosto não é das panelas e dos esfregões e das unhas estragadas da lixívia nem do vapor do ferro a bafejar-me na cara..

O que eu gosto é de ter como função diária fazer a minha filha feliz. Não chega para me encher a auto-estima, é verdade, mas gosto de procurar, todos os dias, maneiras de a fazer feliz! E acabei por gostar de fazer bolos! Porque fazer um novo bolo significa ver um sorriso novo na cara dela! (E aqui que ninguém nos ouve, de vez em quando até gosto de passar a ferro…mas isso é porque sou cheché e não porque sou mãe :))

Mais Crónicas:

-->