Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

ROADTRIP 5: O Roteiro

Crónica de 07 / 07 / 2016

Este era o meu plano inicial.

Tudo estudado. Tudo planeado. Tudo certo.

Só que não. Já vos disse como me dou com planos não já? :)

Então aqui fica o que foi o actual roteiro, para quem queira experimentar algo semelhante:

DIA 1:

*– PORTO COVO *

Porto Covo tem óptimas condições, para mim, para este género de viagem: cafés e supermercados próximos, parques de estacionamento em cima do mar, praias protegidas, pouca gente. Amei, e, como sempre amei Porto como foi apenas uma confirmação do potencial desta pequena freguesia de Sines.

IMG_3885

IMG_3893

IMG_3897

IMG_3899

DIA 2:

VILA NOVA DE MIL FONTES/PRAIA DAS FURNAS

Não tinha a certeza que seria um bom local para parar mas o Tiago da West Coast Campers disse-me que havia muito boas condições e decidi espreitar.

Aqui é importante que não se precise de supermercado porque a única coisa que existe é um restaurante de praia que fecha, se não estou em erro, às 21.

Mas foi das melhores, se não a melhor, noite de todas: o estacionamento fica mesmo em cima da praia e, por isso, podes estacionar e ter as crianças a brincar na areia.

O pôr-do-sol acontece mesmo em cima do mar e, com a vista para Vila Nova, a sensação é de se estar num bocado de paraíso.

Assim que as pessoas saem todas da praia a praia fica só para nós :)

Como é protegido do vento e longe da vila, ficas num silêncio fantástico, com uma vista fantástica e num estado de espirito…. (adivinhem?)…. fantástico! :)

FullSizeRender

IMG_3922

IMG_3925

IMG_3934

IMG_3946

DIA 3:

Neste dia andei muito para trás e para a frente à procura do sitio certo. Na Zambujeira – local de que nunca fui particularmente fã de qualquer maneira – não se pode pernoitar de auto-caravana e como a praia estava cheia de gente, tive de inventar.

Então passei o dia em Almograve e dormi na Praia dos Alteirinhos

ALMOGRAVE:

Foi, para mim, a praia revelação: espaçosa, com quedas de agua nas rochas e com piscinas para as crianças na maré baixa.

Estacionei na ponta sul da praia, numa espécie de pontão que fazia com que tivesse apenas mar a toda a volta.

Há lá uma cabana de um pescador, que diz já ter sido um restaurante, e foi ele que me disse que não podia pernoitar ali mas tenho cá para mim que o poderia ter feito pois chegou uma segunda caravana quando eu estava de partida. Fora isso, quase ninguém, uma maravilha :)

Tem apoios perto, na Longueira.

Para terminar em grande, decidi gastar o dinheiro que tinha para jantar fora no Restaurante Sacas, a ver a selecção portuguesa jogar :)

IMG_3954

IMG_3956

IMG_3966

IMG_3967

PRAIA DOS ALTEIRINHOS

Fui aqui parar por sugestão de outros caravanistas. Sozinha, talvez não tivesse ido lá parar, o que teria sido uma pena.

A praia tem acesso através da estrada de terra batida que começa no fim da praia da Zambujeira do Mar, na segunda à direita, se não estou em erro :p

A praia é lindissima, apesar do acesso difícil para crianças (é feito através de umas centenas de escadas).

Mas a zona tem uma vista lindíssima, e tem parte do passeio pedonal da Costa Vicentina, onde se podem fazer umas caminhadas fantásticas.

A precisar de abastecer-se de algo, existe a Zambujeira onde não é fácil conduzir de caravana mas se pode ir a pé com alguma boa vontade :)

DIA 4:

Este foi mais um dia de tentativa e erro: Monte Clérigo, Arrifana, Bordeira e Praia do Amado.

Por partes: queria muito visitar a praia do Monte Clérigo mas, quando cheguei lá, percebi que não ia haver nenhum sitio interessante para estacionar e, os que havia, deixavam-me muito longe da praia, apenas num parque de estacionamento. Segui para a Arrifana.

IMG_4007

IMG_4010

IMG_4013

IMG_4015

IMG_4018

ARRIFANA

Cheguei à Arrifana à hora de almoço da Clara e ela estava a ficar com fome. Confesso que, para mim, foi uma desilusão… Achei que é daqueles locais que cresce à conta de uma cultura, a do surf neste caso, e depois só se respira isso. Impossível parar, carros mal estacionados, e como a praia ficava a – mais coisa menos coisa – 380 mil degraus, decidi dar umas bolachas à Clara e arrepiar caminho.

Mas ainda fomos à Fortaleza, que achei lindíssima e vale imenso a pena pois tem uma vista de cortar a respiração.

IMG_4020

IMG_4022

IMG_4024

IMG_4029

BORDEIRA

Esta zona desiludiu-me, confesso… tal como na Arrifana, são locais que assumem que são para surfistas e descuram um pouco o potencial do local. Chegar à Bordeira é chegar a um parque de estacionamento gigante, cheio de carros e, principalmente, auto-caravanas. É tipo o hiper-mercado das auto-caravanas. E eu que vinha da mercearia de bairro que adoro…

Decidi que não ia pernoitar aqui mas que ia ficar o dia.

A praia é lindissima, enorme e com umas dunas de areia únicas à entrada que acabam por proteger do vento.

A Clara passou parte da tarde a brincar com uma criança alemã de avestruz: enterravam a cabeça na areia e gritavam :) Confesso que foi muito giro de ver :)

IMG_4032

IMG_4038

IMG_4040

IMG_4043

PRAIA DO AMADO:

Mais uma praia linda… com um parque de estacionamento transformado em parque de campismo. Percebo que se queira facilitar e até atrair todo o tipo de turismo mas, para mim, foi mais um parque de campismo sem a parte boa do mesmo… Só que já era tarde então decidimos pernoitar … até podermos fugir :)

(Não tirei fotos porque cheguei quase de noite e fugi assim que ficou de dia :p mas deixo-vos uma da internet só para terem uma ideia)

Praia<em>do</em>Amado<em>-</em>V

DIA 5:

BOCA DO RIO

Esta praia é de uma beleza infinita! Daquelas que nem parece Portugal!

Mas eu talvez já estivesse calejada e só ter de estacionar num estacionamento de pedra, e ir a uma praia não vigiada onde tenho de estar permanentemente a ver se nenhum cão atropela a Clara me tirou toda a pica que o primeiro dia sem muito vento tinha.

Tenho de lá voltar, não quero ser injusta…

Acabei por dormir em casa de uns amigos onde fui jantar porque, apesar das saudades da auto-caravana, confesso que me sentia desiludida com o Algarve que estava a encontrar…

IMG_4063

DIA 6:

MARTINHAL

É só uma das minhas praias preferidas no mundo :)

Gosto de tudo, confesso! Gosto da proximidade de Sagres mas da possiblidade de ir ver os “bifes” na sua histeria de estarem de férias, gosto de conseguir não ter quase ninguém na areia e ter um mar quase caribenho mas poder ouvir uns putos aos gritos com os pais, gosto da vista, amo a vista diria mesmo! gosto da cor do mar, gosto da história de Sagres, e gostei, pela primeira vez, da vista fenomenal que tens quando estacionas uma auto-caravana aqui, quando vens pelo hotel da baleeira (onde ando a morrer para ir comer uma pizza há quase 4 anos!!!)

AH! Apesar de não haver outras auto-caravanas, é um tiro a pé a Sagres pelo que eu estava que nem peixe na água 😉

IMG_4065

IMG_4074

IMG_4080

IMG_4083

INGRINA

É uma praia que me diz muito não só por ser pequena, como eu gosto, mas por ter lá passado várias férias, de inverno ou verão.

Para pernoitar não é tão ideal nesta altura do ano porque, apesar de ter todas as condições, tem muito mais vegetação, logo, mosquitos.

Mas, fora isso, está tudo lá: privacidade de cada auto-caravana, vista maravilhosa e espaço.

Era a ultima noite então não aguentei não ir ao restaurante da praia beber umas “bejecas” que me souberam pela vida, confesso :)

IMG_4087

IMG_4090

Mais Crónicas:

-->