Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

O que vês quando olhas para esta foto?

Crónica de 20 / 08 / 2016

Vês estrias?
Vês umas gordurinhas a mais?
Vês uma tatuagem desfigurada?
Uma barriga que não é jovem?

Vês, por acaso, o sítio que te trouxe ao mundo?
Vês, por acaso, a barriga da tua mãe?

Sim, vens de uma barriga igual.

Vens de uma barriga que esticou o máximo que podia para te dar espaço.

Vens de uma barriga que comprimiu os pulmões e a bexiga da tua mãe para que pudesses crescer.

Vens de uma barriga que obrigou o coração da tua mãe a bombear mais rápido, para que desse sangue, comida e vida a ambos.

Assim, a próxima vez que vires uma barriga,

que aches que tem estrias.
que aches que tem umas gorduras a mais.
que te pareça pouco jovem.

lembra-te,

é por causa de uma barriga assim que existes. que existirão os teus filhos,
os teus netos.

É porque alguém um dia deixou de se incomodar com a sua barriga que tu podes olhar para essa barriga.

Mais Crónicas:

-->