Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

"Não tem medo de por fotos dela online?"

Crónica de 08 / 09 / 2016

Perguntaram-me ontem em entrevista.

"Não, não tenho." respondo.

O medo, como dizia o Rui Zink, é algo que nos vendem. Mas somos nós que decidimos comprar.

"Dois homens batem à porta. «Bom dia, minha senhora, viemos para instalar o medo. E, vai ver, é uma categoria»" (Rui Zink, A instalação do medo)

Não é o medo que faz desaparecer o risco. Ou as pessoas más.

Não é o medo que garante que nada de mal nos acontece.

Com o medo, a única coisa que garantimos, é que achamos que estamos a fazer a nossa parte para que algo não corra mal.

E achamos que, por isso, deixamos de "merecer" que algo nos corra mal. Como se alguém a quem algo de mal acontece, o merecesse!

Infelizmente, eu acho, não é o medo que garante que as coisas não acontecem.

Não é o medo que faz desaparecer os pedófilos.
Não é o medo que faz desaparecer quem rapta crianças.

Aliás, ainda no outro dia foi apanhado um senhor a masturbar-se à porta da minha casa, a olhar para um jardim, cheio de crianças. Todas elas desconhecidas, aposto.

O medo dá-nos segurança a nós. Porque achamos que viver com medo nos protege.

Infelizmente, o preço a pagar, é passar a viver com medo.

Sendo que para proteger a minha filha eu prefiro munir-me de outras armas.

Mais Crónicas:

-->