Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

O meu nome é Exterminador Implacável. Ou podem só chamar-me "Mãe"

Crónica de 18 / 10 / 2016

"A vossa sala só está reservada para Novembro."

"Não, a sala está reservada para hoje, o nosso workshop começa hoje."

"Deixe-me confirmar mas olhe que não é o que tenho aqui... Tem razão, está tudo bem! Que alívio!"

"Não ficaste nervosa? Que nervos!" disse-me a minha colega.

"EU?... não..." respondi.

Também não fiquei por ir à televisão apesar de nunca ter ido. E também não fiquei quando fizeram a reportagem cá em casa apesar de ser a primeira vez que alguém me entrevistava.

"É verdade!... Tu és mãe! As mães aguentam tudo!"

É verdade. A Alexandra tem razão. Hoje em dia, quase nada me deixa nervosa. Hoje em dia, as coisas ou têm solução ou não têm. De qualquer maneira, eu ficar nervosa não ajuda. Logo, escuso de gastar a minha paciência.

Mas calma, não sou o Gandhi Português: ainda há coisas que me deixam nervosa. Como por exemplo:

  • a Clara a chorar a meio da noite
  • a Clara ficar doente a meio da noite
  • a Clara atirar comida ao chão que acabei de lavar
  • a Clara cair e começar a chorar
  • a Clara a tocar piano a meio da noite
  • a Clara a fazer birras
  • ou mesmo chegar a altura de pagar as contas e não saber se tenho dinheiro para as pagar.

Tudo o resto? Para tudo o resto sinto-me o Exterminador Implacável.

Para tudo o resto "ser mãe" vacina.

Mais Crónicas:

-->