Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

A verdade não passa de uma memória

Crónica de 24 / 10 / 2016

Tenho um meio irmão de quem tenho 11 anos de diferença.

Quando ele começou a crescer, eu estava no auge de me descobrir, de me rebelar, de não conseguir ser a filha que era suposto ser porque, na verdade, eu era alguém que ninguém via... na altura nem eu...

Demorei uns anos a perceber que irmão era irmão, era uma ligação directa, que, tal como no monopólio, não tinha de passar pela casa partida.

Percebi isso num dia que, no Lux às 6 da manhã, ele disse que era meu irmão e eu lhe pedi o BI para comprovar :)

Depois demorei outros tantos anos a aceitar que ele tomasse conta de mim. Fogo, pá! Eu era mais velha! Tinha viajado! Vivido em não sei quantos países!

Até que, há pouco tempo, alguém que tinha feito o meu blog fez porcaria da grossa e foi o meu irmão que me salvou.

Desde aí fiz as pazes com tudo: não se deve questionar o que funciona, apenas fazer por isso.

Mas aparece sempre aquele sentimento de culpa: eu fui uma má irmã enquanto ele crescia.

No outro dia, num jantar a dois, falávamos sobre isso. E ele, pela primeira vez, disse:

"Patricia falas disso várias vezes, mas eu só me lembro de quando estive contigo, não me lembro de quando não estive. E as memórias que tenho são boas!

Mais uma vez o sacana do puto me dava uma lição: mais importante que limpar o pó ao passado ou ao presente, importa construir memórias.

São apenas essas que guardamos como a verdade da história <3

Por isso, já sabem, criem memórias é grátis, dura para sempre, e sabe sempre bem ao <3

Mais Crónicas:

-->