Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Coração de melão, uma ova!

Crónica de 30 / 10 / 2016

"Coração de melão" cantava o outro.

Mas o nosso, o de mãe, uma ova é que é de melão!

O nosso é de ferro, quando deixamos os filhos na escola, a chorar, e temos de virar costas como se estivesse tudo bem.

O nosso é uma bola de sabão, quando sabemos que já ninguém vê, e nos desfazemos em água, ao vento, de dor de os deixarmos lá a chorar.

Coração de mãe é de cristal, orgulhoso, quando eles nos mostram que já se conseguem descalçar sozinhos.

O mesmo cristal que se parte, em milhares de milhões de bocados quando eles estão doentes.

O nosso coração é fogo, e não matéria, quando se desdobra em dez, para que possamos chegar para a casa, a roupa, a cozinha e, felicíssimas, ainda com toda a energia do mundo, brincar com eles.

Coração de mãe é um jardim, uma floresta, a própria Amazónia quando aquele sorriso, do tamanho do universo, nos recebe na escola.

Para depois ser uma pulga, minúscula mas aos saltos, quando eles nos dizem: "gosto de ti mamã".

Porque estes corações, que uma ova é que são de melão, incham que nem um quando aqueles de quem mais gostamos neste mundo o dizem: "gosto de ti mamã".

Mais Crónicas:

-->