Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Autonomia dos filhos ou dos pais?

Crónica de 24 / 01 / 2017

Cruzei-me com este artigo da Sábado (que recomendo vivamente lerem!) esta semana e tive um tilt: eu, que sempre tinha julgado a autonomia como uma urgência dos pais, percebi agora que é importante trabalhar a autonomia. Pois não quero calçar os sapatos da minha filha quando ela tiver 10 anos.

Mas calma, vamos com calma.

O artigo, resumidamente, fala sobre uma menina de 10 anos que faz vela, patinagem e mais o diabo a sete... mas nao ata os sapatos nem come sozinha... e os pais começam a perceber que fizeram algo errado.

Depois o artigo viaja para a importância das crianças se sentirem úteis, de ajudarem, de fazerem parte do resultado final da felicidade e funcionalidade da família.

Ora tempo com a minha filha nao me falta e tinha de experimentar!

"Clara ajudas a mamã a por a mesa?

"Clara podes por esta roupa na roupa suja?

"Clara ajudas a mamã a fazer a cama?

A felicidade dela era visível... mais, ela transbordava de felicidade por me ajudar!

Pus-me a pensar nisso e até em alguns artigos que já escrevi sobre a pressa de alguns pais em "despachar" a autonomia dos filhos.

Percebi que a diferença esta na autonomia dos filhos vs a autonomia dos pais.

A Autonomia dos filhos dá trabalho... demora tempo.

Ensinar a comer com talheres custa horas... aos pais.
Ensinar a calcar calçar sozinho custa horas... aos pais.
Ensinar a nao ter medo do escuro custa anos... aos pais.

O que muitos pais mascaram quando falam de autonomia dos filhos é que, na verdade, estão a falar da sua própria autonimia: eles querem ser autonomos do tempo que custa a dar autonomia a um filho.

Por isso quando quiserem acelerar o dormir sozinho, comer sozinho, ir ao WC sozinho pensem se querem acelerar a autonomia dos filhos ou a dos pais.

E sejam sinceros. Porque nao há nada de errado em dizer: "eu nao tenho paciencia para dar leite de 3 em 3 H"

Parece-me pior simular que esta urgência é da criança.

Porque eles nao nascem autónomos. Pelo contrario. Nascem 100% dependentes.

Cabe-nos a nós perder a nossa autonomia para que eles ganhem a deles. No tempo deles.

Tal como Roma e Pavia, lamento informar que um filho autónomo não se faz num dia.

Mais Crónicas:

-->