Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Se eu morresse hoje

Crónica de 04 / 02 / 2017

Não ia ser lembrada pela minha beleza qual anjo das passereles.

Nem recordada por nenhuma carreira profissional fora de série.

Nunca fui cientista.
Nem apareci em capas de revista.

Não seria recordada por nenhum dom ou talento fora do normal.

Nem pelos namorados ou maridos que tive.

Não tenho apelidos sonantes.

E nenhum dos meus escândalos deu muito que falar.

Se morresse hoje, eu seria especialmente conhecida por ser mãe.

"Olha, morreu aquela blogger, aquela que escrevia sobre ser mãe."

Esta conclusão tem sido difícil de assimilar... porra! Tenho quase 40 anos!!! A minha filha tem 3!!! Que fiz da minha vida? Não sou boa a fazer nada?! Porque é que quando olho para trás não há marcos para além de ser mãe?!

Não é fácil, às vezes.

Mas depois lembro-me que vivemos num mundo onde há guerra e crianças a pagar o preço da ganância de adultos.

Que há adultos que foram eleitos presidentes que acham que uns são melhores que outros.

Que, deixado ao livre arbítrio, este mundo capitalista faz cada pessoa trabalhar o máximo para receber o mínimo e render muito.

Que, no mundo que corre, vivemos para pagar contas e mais vezes vemos as trombas do chefe que os sorrisos dos que amamos.

E aí fico em paz comigo e com a minha história:

**numa altura tão conturbada, eu seria lembrada por amar.

Num mundo por vezes tão negro, eu seria lembrada por ser cor-de-rosa.**

Se morresse hoje, claro.

Como não será o caso, posso continuar a tentar ser lembrada por outras coisas!

Como por exemplo como aquela blogger que escreve sobre a maternidade... e outros tantos disparates :)

Mais Crónicas:

-->