Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Sou melhor mãe quando não sou tua mãe.

Crónica de 28 / 02 / 2017

Sou melhor mãe quando danço a lavar a loiça, do que quando te digo que é preciso arrumar a casa.

Sou melhor mãe quando escrevo e te falo do que faço, do que quando te leio uma história de natal.

Sou melhor mãe quando ponho Aretha Franklin a tocar, do que quando ponho qualquer Carica da vida.

Sou melhor mãe quando leio um livro ao pé de ti, do que quando vejo a revista do Panda contigo.

Sou melhor mãe quando me maquilho e me arranjo e me ponho bonita do que quando ando a passarinhar triste, de pijama pela casa.

Sou melhor mãe quando sou eu. Quando partilho contigo as minhas paixões, as coisas que movem uma mulher. E quando te mostro tudo o que há de bonito neste mundo.

Sou melhor mãe quando te mostro tudo o que te pode fazer feliz. Para além de seres filha.

Porque vais ver filha, dançar, rir, ler, ser pessoa, ser mulher, ser inteira, é o que nos faz feliz.

E ser mãe, claro. Mas isso ainda vais demorar a descobrir.

Até lá, vais perceber que ser filha é uma seca.

Por isso gosto de não ser tua mãe. Para te inspirar a ser feliz. Acima de tudo como pessoa.

Não há nada que deixe uma mãe mais feliz, que a sua filha esquecer-se que o é. E ser, acima de tudo, uma pessoa feliz.

Mais Crónicas:

-->