Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

Afinal os homens ouvem ou não o que dizemos?

Crónica de 02 / 03 / 2017

Vou-vos dar a minha verdadeira e honesta opinião: as mulheres casadas são umas chatas.

E posso dize-lo, com toda a certeza, por uma razão: eu já fui muito mais chata. Eu já fui casada.

"Trouxeste 3 cebolas? Eu disse-te que precisava de 4!"

"Estes limões são esverdeados! Eu pedi amarelos!"

"Como é que ainda não ligaste à minha mãe a perguntar se ela se sente melhor da operação às hemorróidas?!"

Sim, nós, as mulheres, achamos que o gajo certo é o gajo que se lembra a cor das cuecas do dia em que nos conhecemos, a primeira vez que os nossos olhos disseram "amo-te" e obviamente o tom de beje da camisola com que saímos de casa esta manhã.

Depois algumas de nós separam-se. Emagrecemos. Ficamos mais giras. E, obviamente, menos chatas porque não há gajo que se volte a aproximar a 100 metros de nós se nos primeiros hum... 6 meses? 1 ano? lhe perguntarmos se tem a certeza que não devia estar a ver o jogo de futebol de mão dada connosco que lhe fomos comprar os amendoins e a cerveja.

Em nossa defesa, os gajos de facto não ouvem nada do que dizemos e aprendem, quanto muito, a ver um "hum hum" que nos satisfaz os quilômetros de conversa que nos sentimos compelidas a depositar por dia.

Ora no meio destes encontros e desencontros amorosos há depois as surpresas: ora mulheres que se estão bem a cagar barimbar para as cebolas, ora os gajos que ouvem os quilômetros de conversa que as queridas esposas têm necessidade de verbalizar.

Dentro de toda a verborréia que dizemos, eu diria que a urgência, tal qual a hospitalar, vai do vermelho ao ... verde muuuuuito clarinho.

Nos temas de alerta vermelho eu diria que estão 1) doenças, hospitais e incêndios.

Nos temas verde clarinho, tão claro como agua, estão a porcaria da cor dos limões, a cor da camisola que NÓS vestimos e, por exemplo, os blogs que nós lemos nos tempos livres.

Marcar pontos no verde clarinho é assim uma espécie de direito a sexo, diário, durante um mês, futebol durante um ano aos sábados, e obviamente, zero temas verde clarinho durante um ano. Quer dizer, pelos menos temas verde clarinho que o gajo, coitado, seja obrigado a memorizar quando chega a casa ao final de um dia de trabalho.

Ora, não querendo beneficiar ninguém, eu sei que há homens que devem ganhar estes pontos porque, esta semana, na troca de emails com alguns diretores de marketing para projectos novos do blog, recebo, entre outras, a seguinte resposta:

"Eu conheço o seu blog através da minha mulher.

A minha alma estava parva. Não só este Sr me respondia logo, ele respondia mostrando lembrar-se de um tema verde clarinho da sua esposa!!! Há homens que ouvem os temas verde clarinhos! De outra forma porque se lembrava ele do blog que a esposa lê?!

A minha emoção era tal que lhe respondi de imediato: "Antes de mais, parabéns! É sempre bom conhecer um homem que se lembra de tudo o que uma mulher diz! :)"

Queria que ele chegasse a casa de peito inchado sabendo que era especial!
Queria que a esposa se sentisse especial por ler este blog!

Mas... até hoje... sem resposta... Espero que esteja tudo bem :)

Ah! E já sabem! Se precisarem de saber se o vosso marido se lembra de todos os temas verdes clarinhos perguntem-lhes que blog vocês leem. Os que souberem recebem um prémio. Os que disserem as Crónicas da Maternidade recebem também um destaque aqui no blog :p

Mais Crónicas:

-->