Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Que tal a vida? Para além de seres mãe?

Crónica de 23 / 03 / 2017

Perguntou-me ele como quem quer meter conversa.

O meu cérebro parou. Mas... mas... estava mesmo a perguntar-me o que acontecia na minha vida para além de ser mãe?!

Quer dizer... obviamente eu existo para além de ser mãe. E faço algumas coisas para além de ser mãe. Mas uma mãe solteira é sempre mãe. Aliás, uma mãe é sempre mãe! E não sei bem o que ele estava à espera que eu respondesse... seria, por exemplo:

"Está tudo bem, fui a um concerto ontem à noite mesmo fixe! E que tal irmos jantar amanhã ao novo restaurante do Avilez?"

ou

"Está tudo bem, dias fantásticos no laboratório! Imagina, descobri a cura para a malária!"

Ser mãe solteira é quase como ser um unicórnio: és pouco diferente de um ser normal mas toda a gente espera que faças magia! e... eeerrrr... a vida normal já é muito boa, obrigada, não sinto necessidade de cuspir arco-íris do rabo, obrigada!

Não, não é fácil lavar, passar, educar, limpar ranho e estar sexy e nos trinques a falar do ultimo restaurante da moda!

Não és a mãe casada que está em casa e só tem de se conseguir entender com o gajo do costume, o marido.

E também não és a mulher solteira que pode comer só saladas durante 3 dias porque vai ter um date.

És um unicórnio.

Porque não tens com quem ter as conversas normais de adultos, ainda ficas com as tarefas de adulto que não está, mas se sais à rua com um resto de bitoque na camisola acham logo que estás perdida e que te espera o lar de idosos assim que os putos sairem de casa.

E, portanto, quando me perguntam "Que tal a vida? Para além de seres mãe?" a minha vontade é de pegar no meu cornicho de unicórnio e fazer um passe de mágica que eu cá sei...

Mais Crónicas:

-->