Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Porque é que as mães são super-heróis

Crónica de 24 / 03 / 2017

Tinha planeado iniciar hoje, de manhã, uma viagem muito especial com a Clara.

Devia haver um alerta (e eventualmente há, nós é que ignoramos) que avisa uma mãe que, se tudo está a correr bem é melhor parar e não fazer nada: é porque tudo está prestes a correr mal.

Aquela ideia de planear, prever, organizar é muito bonita. Antes de teres crianças. Aparece uma tosse ou febre, um cocó gigante quando estavas a sair de casa, um vómito no carro, uma birra do tamanho do mundo... Aparece sempre qualquer coisa que te diz:

" ok universo, já percebi! Só tu és dono e senhor do futuro! E contrataste a minha filha para os teus serviços mundanos! Agora deixa-me lá seguir com a minha vida que tenho mais que fazer!"

Então: malas à porta. Saco de comida pronto. Chaves de casa emprestada adquiridas. Rapariga aos pulos. Casa desarrumada porque "quando voltar arrumo".

Tudo pronto.

Tudo.

...

...

Excepto?

A criança. Ou melhor, a sua saúde: tosse. daquela que não a deixa dormir, nem descansar, mas que deixa toda a gente a olhar para ti como quem diz: "como é que te atreveste a tira-la da cama? quanto mais leva-la a passear?!"

Não te parece tão mal mas não podes arriscar, claro.

Plano B: convidar a amiguinha que vinha connosco para passar o fim-de-semana cá em casa, em vez de a passear.

Sempre brincam, pensas. E assim como assim a casa já está suja, não me deve dar muito mais trabalho.

"Clara queres que a Lu venha jantar e dormir cá a casa?"

"SIIIIIMMMMMMM!!!!!!"

As mães são todas super-heróis por isto: não fazemos magia nem milagres. Não fazemos nada sobre-humano. Mas tudo o que for humanamente possível fazer para que os nossos filhos fiquem felizes nós fazemos. Custe o que custar: transformamos os detalhes mais simples do dia-a-dia em momentos únicos de felicidade.

E isso, isso sim é ser super-herói: transformar a simplicidade do dia-a-dia em momentos de felicidade plena é tarefa para super-herói.

O resto fica para os santos ;)

Mais Crónicas:

-->