Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

A culpa é, obviamente, da mãe.

Crónica de 05 / 04 / 2017

fotografia: the love project. Sigam aqui e aqui

Ela está óptima!"

Não, ela está cheia de sono." respondo

"Ela estava bem até tu chegares!"

"Pronto isso resolve-se: basta deixar de ter mãe!"

As mães têm culpa de tudo. Tudo. Incluindo daquilo que parece óbvio que se está a passar, para quem está de fora.

Andava a matutar nisto há uns tempos: como é possível que haja toda uma realidade que só veem as mães?

Depois cruzei-me com um artigo que falava exactamente disto: dos dias fantásticos na escola, seguidos de grandes birras em casa, com a mãe. Dos dias fantásticos com outros familiares para um grande choro em casa, com a mãe.

A culpa é, obviamente, da mãe.

Mas ainda bem. Segundo este artigo.
Porque a mãe é colo.
A mãe é porto seguro.
A mãe é eterna.
A mãe é aceitação.
Mimo.
A mãe é amor incondicional.
Aquela que aceita o choro.
Que acalma a tensão.
A mãe é com quem te podes portar mal.
A mãe é com quem podes tudo.

Por isso, já sabem: a próxima vez que sentirem que a culpa é obviamente vossa, já sabem:

Ainda bem!

Ainda bem que é comigo que os meus filhos sabem que podem ser tudo. Que eu continuo cá.

Mais Crónicas:

-->