Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Estou a reconstruir a minha vida

Crónica de 12 / 04 / 2017

Estou a reconstruir a minha vida. Disse ele. Qual Moisés a separar as águas, não para alguém passar mas apenas para distinguir o que está de um lado e o que está do outro.

Percebi, claramente, que eu, separada, pertencia a um lado do mar. Quem tem alguém pertence ao outro.

Não respondi. Mas fiquei a matutar nesta necessidade clara de abrir o mar ao meio.
De distinguir, forçosamente, estados, independentemente da sua relação com as questões mais importantes da vida. Fiquei a matutar nessa eterna diferença, essa sim, entre as pessoas que conseguem ser felizes sozinhas e as outras, que acham que parecem só saber respirar quando duas pessoas são uma só.

Nunca fui assim. Sempre procurei o amor, sim. Mas preocupei-me muito mais, toda a minha vida, em me procurar a mim. Em me encontrar a mim.

E sempre me perguntei: porque raio acham as pessoas que quantidade é qualidade? porque raio mulher + homem + criança = extrema felicidade? e mulher/homem sozinho = falta-lhe algo?!

Desde quando um mulher é mais mulher se for mãe? Ou é mais mãe se for casada?

Um gajo dizer que aprendeu a amar um filho com um cão é mais tocante que uma mulher que escolhe não ter filhos?! É isso que o mundo pede? O amor no plural, seja quem forem as partes do todo?

Todos queremos finais felizes. O amor. A mão dada. A família feliz.

Mas não percebo o fechar de olhos ao mundo que é diferente do nosso. AO mundo real. Ao mundo que não é o fim de um conto da Disney.

As pessoas mais felizes do mundo não são personagens Disney. E, certamente, não precisam de estar de mão dada com alguém para serem felizes. São felizes porque, internamente, o são.

Por isso não respondi. Em palavras.

Mas pensei: Desejo-te sucesso na tua reconstrução. Eu prefiro focar-me em me construir. É que nunca estive partida sabes? Nunca estive partida para precisar de me reconstruir. Sempre fui, felizmente, uma pessoa inteira. Sozinha ou acompanhada.

Mais Crónicas:

-->