Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

O que aprendi nas festas de crianças

Crónica de 29 / 04 / 2017

Novata nestas coisas de festas de miúdos, não só por ter a minha única filha na escola há menos de um anos mas também por ter passado metade desse tempo doente e metade da outra metade no estrangeiro, esta coisa das festas de crianças tem-me fascinado!

Tenho aprendido coisas fantásticas, qual indígena no mundo novo. Estas coisas têm de ser partilhadas... não vá mais alguém ainda não ter notado :p

  1. Pais e mães amam os seus filhos mais que tudo no mundo.

  2. Os filhos são a nossa maior prova de fogo na vida: não duvides que vai haver uma birra gigantesca, uma chapada na cara de alguém, ou mesmo uma chapada ana cara do teu filho. Faz parte.

  3. Há histórias muito complicadas: doenças, cirurgias, mães oi pais solteiros. São estes pais que mais brincam, mais riem, mais usufruem.

  4. Os olhos dos pais e mães não brilham por dinheiro, estatuto ou o sexo oposto como brilham pelos filhos: há um brilho indiscritível nos olhos dos pais e mães.

  5. Um bando de crianças a brincar é a coisa mais contagiante do mundo: vais acabar por ver a mãe tímida da amiguinha a dançar o Gangnam style se não deixares a festa antes do fim.

  6. O momento mais feliz da festa de anos, para os pais, é quando ela acaba.

  7. Há sempre alguém que não se cala.

  8. Há sempre alguém com quem vais tentar não falar a festa toda.

  9. Os filhos são o que de melhor temos, TODOS, no mundo. Vê-se nas festas de anos. Outra prova disso é haver festas de anos.

  10. Nunca percebi porque é que não há álcool. Porque devia haver. Muito. Fica a dica.

Mais Crónicas:

-->