Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Pedras no caminho? Guardo-as todas...

Crónica de 29 / 05 / 2017

Não sei como é para cada uma de vocês. Mas, para mim, quanto mais tempo passa nesta carreira de mãe, menos certezas tenho.

Quer dizer, tenho a certeza que quero uma filha feliz. Bem educada. Expressiva mas não histérica. Livre mas não abarca. Tenho a certeza absoluta de como acho que ela seria feliz ainda assim respeitadora do mundo e das pessoas.

Como lá chegar? Não sei... Não faço puto de ideia. Quer dizer, sei umas coisas! Vou tentando outras. Mas nada é garantido e nada é chapa 3.

Ai a tua filha é muito rebelde! dizem-me. E eu sei que é. Ela é. E eu tenho de a respeitar como é e não como eu gostava que fosse ou, muito menos, como os outros gostavam que fosse.

Sim, era muito mais fácil se ela simplesmente fizesse tudo o que quero, sem dar luta. Mas essa não é ela. E eu não acho que os pais tenham os louros da personalidade dos filhos. Porque os filhos são sempre muito mais que a soma de dois pais.

Se tenho a certeza da resposta? Do que devia fazer? Zero. Nenhuma. Cada vez menos!

Às vezes funciona levantar a voz, outras é a pior coisa. Às vezes preciso apenas de a encher de beijos, outras de lhe dar espaço.

A minha filha, como eu, é matéria viva, que não tem sempre a mesma vontade ou reacção.

Eu não acredito que a educação seja UMA resposta, UM caminho. Acredito que a educação é seres sensível a quem está à tua frente. E ao estado de espirito dessa pessoa. Só assim, um dia, os teus filhos vão também ouvir o que os outros sentem. E respeitá-los.

Por isso, pedras no caminho? Guardo-as todas. Um dia faço um castelo uma casa na praia. Corra bem ou corra mal, parece-me importante acabar na praia ;)

Mais Crónicas:

-->