Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

a conversa do dia: tinder sim ou não?

Crónica de 18 / 07 / 2017

Quis o acaso que se juntassem 5 mulheres (das quais 2 crianças) nestes dias de sol.

Não haja dúvidas: o cromossoma fala alto! E enquanto as crianças discutiam aos gritos, nós, mulheres já mais adultas e maduras, aproveitamos par conversar daquilo que só se pode conversar quando não há homens: sobre homens :)

Não precisas ser mãe: ser mulher com mais de 35 parece tornar mais complicado encontrar um parceiro. Mas apenas complicado porque toda a gente conhece alguém que não tem dentes, ou tem excesso de peso ou tem até alguma deficiência e tem namorado: complicado não é impossível! E isto parece só diminuir a sensação de possibilidade de uma mulher que gostasse de encontrar alguém.

Porque não te inscreves no Tinder? dizia uma das minhas amigas.

Não estás a trabalhar e estás sempre com a tua filha logo é difícil para ti conhecer alguém!

Não é por mal eu disse nem tenho nada contra mas apenas confesso que gostava mesmo era de conhecer alguém à moda antiga!

É verdade. Gostava. E por mais que não conheça muitas pessoas não tenho receio de pedir.o telefone ao pai giro que está na praia com a filha ou trocar mensagens com o colega giro de ginásio.

Se passa disto? Não. A verdade é que em 2 anos nunca passou.

Mas quando em jeito de convencimento uma delas me mostra como é o tinder e eu vejo aquele rol de fotos de pessoas que querem que uma foto possa ser a via verde para a felicidade, eu não consigo.

Porque eu própria podia por muitas fotos giras, cheias de filtros do instagram mas certamente não poria a minha celulite, os dentes chumbados da infância ou o facto de adormecer a minha filha todos os dias.

Opá mas ao menos entretias-te e conversavas com pessoas! dizem-me.

Eu tenho um não sabem? Eu converso com as vizinhas debaixo, a de cima e as da frente. Com o carteiro, o Sr do café e o da Meo. Eu converso muito! Não é de conversa que sinto falta.

Isto para dizer, eventualmente para mal dos meus pecados, continuarei cheia de fotos de filtros nas redes sociais, a conversar com os vizinhos nas escadas, e a ficar envergonhada da minha cellulite quando me cruzo com um homem giro.

Mas ainda assim a acreditar que, se voltar a ter uma história de amor, ela será como um conto de fadas. Só me vou lixar é se o raio da fada tiver apenas conta de Tinder.

Mais Crónicas:

-->