Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Do cordão umbilical

Crónica de 10 / 08 / 2017

Talvez isto de ser mãe de um só filho exponencie a experiência levando-nos a viver a maternidade totalmente concentrada num corpito de criança. Quase como um concentrado de tomate ou lata de sardinha: todo o sabor numa pequena quantidade.

E, talvez por isto, as mães de um filho tenham muitas certezas pois elas provêm de uma única experiência que não pode ser contestada: aquele filho mostra-te que a maternidade é assim. Ponto.

Isto para dizer que tenho andado aqui a pensar sobre o cordão umbilical. E em que, tal como o coração não tem aquela forma que desenhamos desde que nos lembramos (<3) também o cordão não é cortado à nascença tal qual acreditávamos.

Sim, há um médico ou o pai que corta um tubo que nos liga aos filhos na altura do parto. O corte desse tubo faz a criança passar a viver por si, sem mais precisar da mãe para sobreviver. Mas...quem corta o cordão umbilical do lado da mãe?

O outro lado deste tubo, chamado cordão umbilical, o lado que cresce na mãe e de lá envia a um filho tudo o que este precisa para sobreviver, nunca é cortado. Porque ele, tal como o coração não tem a forma <3, não é apenas um tubo: ele nasce dentro de nós, nas profundezas da alma, e nunca, mas nunca é cortado.

Por isso, vida fora, qualquer separação nos custa, qualquer lágrima nos faz sofrer, qualquer abraço envolve toda a nossa essência.

E eu, mãe de uma filha só, posso ter a certeza do que digo. Pois a vida me diz que isto é verdade em 100% dos casos ;)

Mais Crónicas:

-->