Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Vantagens de ser uma mãe solteira

Crónica de 18 / 09 / 2017

A verdade é que muita gente, incluindo nós próprias..., pensa que isto de ser mãe solteira é estar sempre a perder. Senhores e senhoras: não, não é!

Vejamos o lado positivo da coisa. Vejamos as vantagens. Vejamos o copo sempre cheio! Nem que seja com metade de ar :)

Hoje escrevo-vos sobre as vantagens de ser uma mãe solteira:

  1. É absolutamente irrelevante se faltaste à depilação este mês, ou também no mês passado. Muito pelo contrário, terás a certeza que vives com alguém que te ama exactamente por aquilo que és.

  2. Não tens de esconder, disfarçar, ou montar números de circo dignos do Cirque du Soleil à volta das tuas necessidades fisiológicas, liquidas, sólidas ou aéreas. Até porque não há ninguém tão expressivo a este nível como uma criança. Ninguém nota a diferença.

  3. Conversas de chacha desaparecem da tua vida: o futebol? ninguém quer saber. O chefe chato? ninguém fala dele! o transito? só se for dos legos!!!! É como passar de tractor a ferrari a jacto. Cujo tubo de escape deita fumo de arco-íris.

  4. Nunca te vais chatear com a divisão de tarefas. São (quase) todas tuas. Mas como toda a gente sabe isso, não há discussão. E se não há discussão já ficou toda a gente a ganhar.

  5. Não me dás beijinhos! Há quanto tempo não me abraças? Já não gostas de mim! Aquelas clássicas reclamações da tanga de falta de afecto das mulheres porque os homens tendem a ... bem ... estar-se a cagar barimbar para o afecto no dia-a-dia não têm lugar quando vives sozinha com uma criança. Não só é provável que te abracem, beijem, agarrem a perna várias vezes por hora como, se não o fizerem, instalas a obrigação de abraçar a mamã 10 vezes ao dia.

  6. O tédio das relações de chegar diariamente ao final do dia e ficarem sentados no sofá. sentar???? ahahahahahaahahahaha no sofá? AHAHAAHAHAHAHA. Esperem. Tenho de me recompor. Não aguento rir mais. Que piada tão boa. Sentada num sofá... ahaahahahaah! adiante...

  7. "Mamã que é o jantar?" "Massa com frango". "YEAH! "Mamã que é o jantar?" "Massa com hamburger". "YEAH! O trabalho que dá surpreender gastronómicamente uma criança é assim o mesmo que dá, sei lá... respirar?!

  8. Dos problemas do mundo não fazes puto de ideia. Quer dizer, sabes das coisas mais graves e universais mas fora isso passa-te tudo ao lado. Sabes o nome de todos os brinquedos da Dra. Brinquedos, dos super-poderes de cada um dos Pj Masks, e de cada um dos cães da Patrulha Pata. Mas do mundo? Muito pouco. Resultado? O mundo lá fora pode estar uma grande merda. Mas o teu não, o teu está fantástico, cheio de cores e de super-poderes.

  9. Vais perceber que afinal és das pessoas mais criativas que conheces, factor em que não pensavas desde a adolescência. Não podes ir jantar fora? Fazes um picnic no chão da cozinha. Não podes ir sair à noite? Vês um filme numa cama que fazes no chão da sala. Não podes ir dançar? Aumenta o som do rádio! A vida é rica a partir de dentro, de ti, e não de fora. E vais sabe-lo melhor que nunca.

  10. Quem está, está. Quem não está, estivesse. Ser mãe solteira faz-te perceber que a vida não é feita de intenções nem de boas vontades: é feita de gestos e atitudes. Não vais mais perder tempo a pensar ou analisar o que este ou aquele talvez ache ou pensa ou sinta. Ou tentar dar a entender ou disfarçar isto ou aquilo. Viver com uma criança mostra-te que o amor é algo que se vê. Que o errado se chama a atenção. E que a tristeza se chora. Viver com uma criança mostra-te que a vida se vive. O amor se sente. As gargalhadas se riem. E que tu estás a ter uma oportunidade única de ir sentada no lugar da frente dessa viagem chamada vida. Aproveita <3

Mais Crónicas:

-->