Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

Vamos juntar as crianças... que bom que é festejar!

Crónica de 02 / 11 / 2017

Pensei eu nuns míseros segundos que me levaram a organizar uma festa de Halloween cá em casa.

Há muito tempo que não convidada mais que uma amiga da Clara de cada vez mas, com a aproximação da nossa partida pensei: gostava que ela pudesse ter uma última memória com todos os amigos mais chegados... o que pode correr mal?

AHAHAHAAHAHAH! Que ingénua eu...!!!

Seriam 6 crianças ao todo para algo a que chamei de lanche ajantarado. E as pessoas podiam chegar a partir das 17.

A primeira amiga, uma menina que tem 1 dia de diferença da Clara chegou às 5 e a próxima amiga talvez às 6 da tarde. Mas essa hora com apenas 2 crianças, aliás 5 minutos com apenas 2 crianças, deu para eu levar mega chapada dos meus botões: Santa Maria Efigénia onde é que me fui meter?????!!!!

Até aos 3 anos da Clara eu costumava convidar várias crianças cá para casa. Tudo ficava desarrumado sim. Mas nada apontava para aquilo que acontece agora, quase aos 4: o instinto voluntário de destruição!

Enfiaram-se dentro da tenda. Despejaram um balde de pipocas e começaram a comer do chão. Depois acrescentaram agua com sabão. Devia ser para lavar as pipocas, não sei... arrastaram a tenda ao longo de 3 assoalhadas. despejaram pipocas nas suas pochetes. Eram 5.30 e eu já estava numa de simular uma chamada de emergencia aos bombeiros: ainda faltavam muitas horas e muitas crianças!

Bom: eventualmente sobrevivi. Eu. Já a minha casa só não se pôs a milhas porque não consegue! Fiz portas de panos, as paredes foram atacadas por colheres de pau, a tenda atacada por espadas da Tiger, tenho 10 cm de plasticina nos meus ténis e memórias que terei de apagar da minha mente, forçosamente, em prole de não ter pesadelos para o resto da vida.

Resultado? 5 horas a arrumar a casa. Não sobram vestígios dos pequenos (aqui tenho de repor a verdade e dos 2 rapazes e 4 raparigas, toda a selvajaria partiu do clã feminino) monstros aqui em liberdade. Na casa. Na minha memória espero que reste apenas uma: aquela que me diz que a próxima festa com crianças em casa é na puberdade. Quando se fecham todas no quarto sem fazer nada porque tudo é uma seca.

Mais Crónicas:

-->