Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2017

O portuga emigrante

Crónica de 29 / 11 / 2017

O portuga emigrante faz-te sentir muito orgulhosa de ser emigrante.

O portuga emigrante, talvez como qualquer outro emigrante, deixou tudo para trás para procurar uma vida melhor.

E o portuga emigrante percebeu, apenas porque emigrou, que ser portuga só é fixe em Portugal: no resto do mundo significa trabalhar para mostrar o que vale. E ser igual (muitas vezes pior...) que todos os outros emigrantes.

Mas o portuga emigrante viaja com aquilo que é melhor no portuga: a simpatia e garantia de existe sempre uma solução.

O portuga emigrante tem sempre um sorriso.
O portuga emigrante irá sempre ajudar o próximo.

Porque o portuga emigrante, provavelmente como qualquer outro emigrante, deixou para trás a familia,
o conforto,
o leitão com batatas fritas,
o bacalhau do natal,
as meias de lã feitas ela avó,
a própria avó e o avô,
os almoços demorados de domingo,
o pão quente com manteiga,
o centro de saúde sempre disponível,
o telefonema diário da mãe.

Mas o portuga emigrante não deixou para trás uma coisa, aquela que mais me orgulha de ser portuguesa, e emigrante desde há mais de 20 anos quando sai de Portugal com 18 anos: a certeza que, fora de Portugal, não há pessoa melhor de encontrar. Que o portuga emigrante.

Parabéns a todos nós que deixámos a nossa casa por questões de sobrevivência: é em nós que consigo ver porque um dia que conquistamos o mundo <3

(desculpem o post nacionalista mas nunca me sinto tão orgulhosa de ser portuguesa como quando estou fora de Portugal <3)

Mais Crónicas:

-->