Crónicas das Maternidade

Thoughts, stories and ideas.

Autoria de Patrícia Costa
Todos os direitos reservados.
2018

O mundo divide-se em 2 géneros de pessoas

Crónica de 04 / 01 / 2018

O mundo divide-se em 2 géneros de pessoas.

E nenhum deles tem nada de certo nem ou errado. São apenas 2 estilos de pessoas. Como a água e o azeite. Ou o azeite e o vinagre: todos fazem sentido. Mas são completamente diferentes:

O mundo divide-se em 2 géneros de pessoas: os que têm filhos. e os que têm uma vida normal.

Tenho me apercebido disso nesta nova vida onde, ao começar tudo do zero, tenho procurado fazer novas amizades.

Ao ser uma mãe solteira, os pais casados são uma alternativa mas as pessoas solteiras são sem dúvida outra: nunca deixar de apostar em factores comuns!

O genial, nesta nova vida de conhecer pessoas e procurar fazer amizades é perceber a diferença abissal entre quem tem e sem não tem filhos.

Por exemplo:

"Queres jantar hoje?" "Por mim tudo bem! A que horas?" "Que tal às 9? "Às 9 eu estou na cama. Que tal às 7?" "Ninguém janta às 7!" "Eu janto."

"Não era melhor a tua filha ficar sentada à mesa?" "Era, mas é impossível. Está sentada há 1 hora e é uma criança.""Não percebi...""Deixa estar..."

"Eish estou tão cansado!""Eu também!""Deitei-me à 3 da manhã e acordei às 7!""Ya eu deitei-me às 9 e acordei às 5..." cri...cri...cri..."

"Epá vou tirar uns dias agora!" "Eu também!" "Vai ser só curtir!" "Ya, eu vou mesmo é descansar" (silêncio)"

Neste mundo onde cabemos todos, talvez o complicado seja deixarmos de tentar nos entender. Parece que estamos permanentemente a viajar para a China ou o Japão e quaisquer 3 palavras que possamos aprender vão sempre soar tão mal que mais vale estar calado.

Acho que, naturalmente, nos vamos afastando. Quem tem filhos, sai mais com quem tem filhos e quanto muito gozam com quem tem mais nódoas na roupa.

E quem não tem filhos sai com quem não tem filhos e não percebe como se pode conseguir sair de casa arranjada com uns catraios atrás.

Ficam pendurados, nesta espécie de países vizinhos mas com línguas e culturas totalmente diferentes, as pessoas como eu: solteira como quem não tem filhos, com filhos como quem é casado.

Não fosse eu de comunicação e até se justificava não conseguir fazer o marketing deste no mans land. Talvez tenha de pensar qual é o ouro ou o chocolate da Suíça que é ser uma solteira e mãe ;)

Mais Crónicas:

-->